Justificação

Atualizado em 19 de novembro de 2015

O Projeto REDES (Recursos Educativos Digitais para a Educação de Surdos) surgiu da necessidade de desenvolver e aprofundar as respostas implementadas no Agrupamento Eugénio de Andrade (Porto) e enquadra-se numa dimensão mais vasta da construção de um centro de recursos multimédia para a educação bilingue de surdos. Tal advém da constatação de que uma das consequências da surdez é a diminuição do acesso à informação, nomeadamente a toda aquela que é transmitida por via auditiva. Numa perspetiva socioantropológica assume-se que os surdos são seres de experiência essencialmente visual.

Ao longo dos vários anos de funcionamento da educação de surdos no agrupamento sempre foi possível observar as enormes dificuldades dos alunos em acederem à informação através das vias habituais (informação oral e escrita e manuais escolares). Por outro lado, verifica-se a sua enorme apetência pela utilização de recursos tecnológicos o que é patente na forma como usam massivamente os computadores pessoais e os telemóveis para comunicarem entre si e partilharem informação. Também ao nível das salas de aula se verifica que as atividades que envolvem o uso de meios audiovisuais e de TIC são mais motivadoras e apelativas. Isto mesmo foi possível averiguar através de um estudo realizado no agrupamento e que deu origem a uma dissertação de mestrado: Mota, Anabela (2010). Centro de recursos educativos multimedia na educação de surdos do 2º e 3º ciclos. Porto: ESE de Paula Frassinetti. Estes resultados vão no mesmo sentido de outras investigações que têm sido feitas ao longo dos tempos por estudantes de várias instituições de ensino superior. Por outro lado, nos últimos tempos, tem havido uma grande preocupação por parte das equipas pedagógicas, das escolas de referência, na construção de recursos que utilizam as possibilidades das TIC. Há muitos recursos que se produzem nessas escolas mas que, por insuficiência de meios técnicos para a produção vídeo, não apresentam qualidade suficiente para a sua difusão e disponibilização pelo que seria necessária a existência de recursos materiais e técnicos mais adequados.